IV - OS PRODUTOS DAS ABELHAS.

 ABELHA OPERÁRIA COLETANDO NECTAR.

AbelhaOperária coletando nectar.
 
 

O MEL( FORMULA: C6H12O6):

É o melhor e mais antigo adoçante usado pelo homem, e o  único  adoçante que contém proteínas, vitaminas e sais minerais. Para  muitas  pessoas o mel é apenas uma substância muito doce produzida pelas  abelhas e desfrutada pelo homem tanto pelo seu poder adocicante  quanto  por suas virtudes diuréticas ou terapêuticas. Poucos conhecem as razões da existência de tantos tipos diferentes de méis entre si por seu aroma   e   aspecto.
O mel é o produto elaborado a partir do néctar das flores e de secreções de partes vivas  das plantas, ou que ocorrem com elas, que depois de coletado pelas abelhas e misturado com substâncias específicas próprias, é manejado e transformado e depositado nos alvéolos da colméia para amadurecer.

       Traçadas essas  linhas  gerais, constatamos que o mel é um produto complexo cuja composição varia notadamente em conseqüência da florada original, das zonas geográficas e das condições climáticas. A diferença entre os méis depende da variedade e quantidade de plantas que florescem e produzem néctar no mesmo período. Se existe uma fonte principal de néctar, que predomina sobre as demais e confere ao mel suas características particulares, falamos então em mel monofloral.

     O mel possui propriedades imunológicas, anti-bactericidas, expectorantes, analgésicas, sedativas e hiposensibilizador .  Essencialmente o mel é  uma solução aquosa de tres açucares: levulose (açucar das frutas), dextrose  (açucar da uva) e sacarose (açucar da cana) *.

    Há certos meis que nunca cristalizam    ou cristalizam após  muitos anos como por exemplo o mel de Tupelo (nyssa  aquatica) que  leva mais de 10 anos para cristalizar; enquanto que o mel de Trichostemacritaliza no favo e as vezes antes mesmo de serem operculados. O mel  de CONGENERE (planta da amazonia), cristaliza em 48 horas após a  sua  centrifugação. Para apressar a cristalização  deve se misturar o mel líquido com o  mel cristalizado.  Misturando mel Congenere com mel de Tupelo, acelera em muito a  cristalização  deste último. O cristal de mel pode levar de meses a anos para se  formar. Tudo depende de sua origem nectaria, proporção entre  a glicose/agua e da   temperatura. Inicia-se pela glicose sendo  também função do tempo, da percentagem de àgua e dos cristais formados. A percentagem de àgua no mel varia   entre 13% a 21%.

Quanto menor a relação  glicose/àgua,  menor a TENDÊNCIA do  mel se cristalizar. A evaporação  da agua contida no mel acelera a cristalização. Mel  que tem mais açucar de uva tende a se cristalizar mais. O que tem  mais açucar de  frutas se conservam líquidos mais tempo.A cristalização ocorre pela separação da   glicose, que é menos solúvel em àgua do que a frutose,  sendo que os cristais de  mel podem se finos ou grossos, dependendo  da origem orgânica ou nectária.
Em síntese, a cristalização do mel é uma das garantias de sua pureza .
A cristalização não  modifica suas propriedades,  podendo o mel ser          ingerido mesmo cristalizado. Suas vitaminas e  enzimas permanecem intactas.
Para descritalização do mel é  preciso adotar algumas precauções a fim de não alterar suas  propriedades, tais como:  não colocar diretamente ao fogo e sim colocar em  banho-maria, não deixando a água ultrapassar a  temperatura de 42 C. Como o mel é sensível a luz o mesmo pode também ser exposto ao sol para descritalizar mas deve ser protegido da luz solar direta, de forma a receber apenas o calor.
Quanto a  fluidez da "bolha" de ar em mel envazado, não é indicativo de que o mesmo seja puro.  No entanto, ao se armazenar o mel o pote deve estar sempre bem fechado a fim de que não perca o seu agradável aroma e guardado em local seco ou com baixa umidade.
Não é aconselhável guardar o mel em geladeira.

Consumo:
por ser um alimento nobre o mel deve ser consumido diariamente.
O  consumo diário de mel, conforme comprovado cientificamente, provoca o aumento da resistência do  organismo a uma série de enfermidades.
A dose ideal é uma colher de sopa por dia de mel puro e  de  preferência pela manhã.   No entanto, pode também ser consumido a noite com  leite morno, chás e outras preferências de caráter individual. Neste caso, além de calmante (sedativo), auxilia      o bom funcionamento intestinal.
        As proporções  percentuais da solução aquosa formada por levulose, dextrose  e sacarose (MEL), são:

                        luvulose: 40.5% ;
                        dextrose:34%  ;
                        sacarose: 1.9% ;
                        agua: 17.7% ;
                        proteinas: 1.5% ;
                        cinzas: 1.8% ;
                        enzimas e vitaminas: 2.6% , sais  minerais e àcidos graxos... .

                         FORMULA: C6H12O6

MEL vs. O ORGANISMO HUMANO !



ABELHA OPERÁRIA COBERTA DE POLEM

Abelha operáia coletando pólem.

 

O POLEN:

É um   alimento de alto valor  nutritivo, possui alta concentração de proteínas, vitaminas, hormônios e minerais.
É usado para combater o esgotamento físico e mental, baixa a tensão arterial, regula as funções gástricas etc.
É coletado pelas abelhas diretamente dos estames da flor, para alimentação das larvas jovens.
Na coleta ocorre também a polinização das plantas, tarefa da qual as abelhas se incumbem indiretamente, mas com  uma eficácia que surpreende qualquer agricultor com a multiplicação  da safra dos mais variados produtos.
 
 

                A PRÓPOLIS (Lágrimas das Árvores):

Esta palavra se origina do grego e significa "em prol da cidade". É uma substância resinosa de coloração  e consistência variada, colhida pelas abelhas da espécie Apismellifera, dos botões de flores, brotos, exsudatos resonosos e cascas  de àrvores. Já na época de Aristoteles, a Própolis  era apelidade de "Lágrimas das Árvores".  É  usada para designar uma substância que as abelhas produzem a partir  de resinas vegetais, cera, polen, ácidos e gorduras e que serve  como impermeabilizante, desinfetante e também como material de construção.
O mais interessante é que a própolis não é retirada sempre das mesmas àrvores. Com a variação do brotamento e floração das  àrvores, as abelhas são obrigadas a variar a coleta da materia  prima para a produção da própolis. Como não  há padronização do material recolhido, fica quase  impossível ao organismo tratado criar resistência a este singular  antibiótico cujo material constitutivo é variável.
Dentre os produtos apícolastais como o mel, geleia real, pólen, entre outros, a própolisvem se destacando tento pela suas propriedades terapêuticas, como  atividade antimicrobiana, antiinflamatória, imunomodulatório, hipotensivo, cicatrizante, anestésica e anticariogênica.  Não destrói a flora intestinal, não afeta os rinse fígado, porque ela é eliminada naturalmente do organismo.
Seus efeitos terapêuticos têm sido atribuídos aos diversos compostos fenólicos que compõe a própolis. Destes, os flavonóides podem ser considerados como um dos principais compostos, encontrando-se ainda, diversos ácidos fenólicose seus ésteres, aldeídos fenólicos, alcoois e acetonas.Fatores como a diversidade vegetal da região onde a própolisfoi coletada e até mesmo a variabilidade genética das rainhas, também influenciam na composição química daprópolis.
No entanto, se faz  necessárioa realização de um controle mais rigoroso com relação a qualidade das própolis comercializadas no Brasil e ainda, um maior aprofundamento nos estudos sobre as propriedades biológicas bem como a identificação dos eventuais compostos responsáveis por essas atividades biológicas.
É também um excelente produto quando utilizado para atrair enxames (pulverizar a caixa isca com própoles).
 
 

                                 A GELÉIA REAL:

É uma substância natural, secretada pelas abelhas jovens. É composta de proteínas,carbohidratos,  hormônios, enzimas, lipídios, substâncias  minerais, fatores vitais específicos, e substâncias biocatalisadoras  nos processos de regeneração das células.
As abelhas utilizam-na na alimentação das larvas, mas principalmente como alimento da rainha.
De constituição semelhante ao polen, é usada pelo homem como estimulante, para combater os  mais variados tipos de doenças, desde problemas das vias respiratórias, até úlcera, tumores e reumatismo.
 

               A APITOXINA (VENENO DAS ABELHAS):

Em grandes quantidades é letal para  o homem, mas é tambem um medicamento muito eficaz na cura de diversos males como por exemplo: artrite, reumatismo e problemas circulatórios entre outros.
 
 

                  diagrama esquemmático dos alveolos contruídos com cera deabelha.

ALVEOLOS DO FAVO, CONSTRUÍDOS COM CERA DE ABELHA.A CERA:ALVEOLOS DO FAVO, CONSTRUÍDOS COM CERA DE ABELHA.

É uma substancia secretada pelas  abelhas a partir de mel e polen, serve para a construção de favos na colmeia. São necessários aproximadamente de 4Kg de nectar para que se tenha 1Kg de cera.
Para o homem tem aplicação na produção de velas, impermeabilizantes, cosméticos, serve de base para certos remédios, além de outros produtos industriais.

       foto de um enxame de abelha encontrado na natureza.

                                          .
 
 

 V-REFERÊNCIAS

OU

CLIQUE AQUI PARA RETORNAR À PÁGINA PRINCIPAL